terça-feira, 18 de outubro de 2016

E se todos desaparecessem e só restasse você no mundo?

Diz aí, como acha que seria se todo mundo sumisse e só ficasse você nesse planeta?

A princípio e sem pensar muito, pode acabar dizendo que seria legal. Sei lá, não te conheço, talvez você goste de ficar sozinho ou sozinha, em silêncio, pensando como é bom estar com amigos. Mas, acredite, você enlouqueceria.

E veremos o motivo agora, em mais um texto do Jôgaros!

Outros textos no mesmo estilo (humor leve):

Antes de começar, todo mundo já sabe que esse espaço, essezinho aqui de cima, pertence àquela que tem o poder de evitar processos, calúnias e difamações. Aquela que domina o epicentro da padronização da liberdade expressiva regulamentada. Avaliadora de conteúdo e abominadora de quem usa a versão escrita do quinto idioma mais falado do mundo para agredir os mais sensíveis, ela está aqui e aí também. É claro, estou falando da SAC!

Não tenho intenção de ofender ninguém. Isto é apenas um texto de humor, portando não deve ser levado a sério.

SAC (Super Advertência Clichê)

Em frente!

Esse calendário é meio esquisito...

Primeiro dia

Vamos lá!

Imagine aí que você está em um dia normal. Acorda, vai para a escola, estuda, sofre bullying, volta para casa, joga, vai no vídeo do Davy Jones falando sobre o recorde de vendas do Xbox para comentar que PlayStation é muito melhor e desencadear uma monstruosa treta de fanboys que você assiste até a hora que decide dormir imaginando que “amanhã” será mais um dia de sua chata rotina de cidadão asiático (nessa parte já está sonhando).

Passa a noite. Então, você acorda.

A primeira coisa que faz é ver as mensagens que seus amigos mandaram durante seu sono. Toda madrugada o Smilinguido e o Bigode escrevem qualquer coisa inútil em sentido de “vai se ferrar” e terminam mandando você TOMAR NO copo de vidro, porque sua mania de beber em copo descartável é muito mal vista (sério, para com isso). Só que ninguém falou contigo. Nem um emoji, nada.

Além disso, os agitados grupos da sua turma, dos parentes e os de pura zoeira tipo “Mário atrás do armário”, “Cigarra dopada” e “Cadê o mundial?” não têm qualquer atualização há horas.

É, tá... Bobagem.

Ao prestar atenção na janela e na hora, descobre que por algum motivo seu celular não te despertou no tempo certo, daí você sai do quarto todo “Droga, mãe, por que não me acordou?!!” esperando escutar um “Você cale essa tua boca, seu vagabundo! Aprende a acordar sozinho!”. No entanto ninguém te responde.

Logicamente, não vai se importar de início. Ela pode estar lá na varanda e não te ouviu, certo? É até melhor, do contrário já estaria abraçando anjos ou queimando no inferno, porque mãe desrespeitada pode matar.

O que interessa por enquanto é comer. Mas as coisas continuam estranhas. Até agora nenhum pai dizendo “vou trabalhar, tchau” ou irmã desafinada cantando os maiores sucessos do Shawn Mendes.

Ah! Você acordou atrasado, deve ter todo mundo saído antes. Então está tudo certo. Os vizinhos estão um pouco quietos, mas e daí? Chimpanzés enjaulados também ficam quietos em certos momentos, por que esses cornos não poderiam?

É hora de se arrumar e ir para a escola, e sua mãe não está aí para dizer “Vai com Deus”. Você ainda nem imagina que ela nunca mais estará.

A situação só passa a ficar realmente esquisita quando bota o pé na rua. Com alguns metros de caminhada você percebe que não há pedestres ou carros em movimento. Inclusive há alguns poucos veículos vazios parados no meio do asfalto.

É... Tem alguma coisa errada.

Por um segundo o modo “zoeira” vai ser ativado em seu cérebro e te fazer pensar logo de primeira: “Apocalipse Zumbi! Geral fugiu e me deixou para trás”. Vai até rir, porém esse sorrisinho sairá da sua cara conforme caminha pela normalmente movimenta rua principal e continua sem ver gente, carros ou ônibus.
  
Um grande vazio...

Desconfiança e primeiras evidências

Não, sério, tá esquisito! Mas é doideira demais pensar isso, então vamos apelar e falar com alguém para tirar essa maluquice da cabeça.

Você vai mandar uma mensagem para o Bigode, pois ele é aquele garoto que fica tentando chamar atenção nas rodinhas de conversa e ninguém dá bola. Alguém assim com certeza vai te responder.

Os 60 segundos esperando sem sinal de vida te faz mandar uma segunda mensagem para outro amigo, que também permanece inativo. É loucura imaginar que todos sumiram assim do nada, porém esse pensamento começa a dominar sua mente. Mais mensagens são enviadas para sua mãe, pai, irmã, grupos... E a ausência de respostas continua.

Não, isso é coisa de filme. Como pode todo mundo sumir sem dar nenhum sinal antes?! Vai dizer que chegou uma nave da parte sul de Marte enquanto dormia e abduziu todos menos você?! Ou então descobriram que algum país vai atacar essa região e o exército levou sua família, amigos e conhecidos para algum lugar e te “esqueceu”?! Não, impossível!

Mas... E se...?!

A mente que antes dizia “meus amigos e minha família sumiram” vai passar a alimentar um segundo medo de maior abrangência: “será que todo o mundo sumiu?”

Daí você se lembrará dos sites de notícia, das páginas do Facebook, do Twitter. Não é possível que não tenha ninguém lá. Errado! Sites de notícias só falam de “ontem”, as páginas não possuem um comentário ou postagem recente e o último a xingar a Dilma no assunto em primeiro nos Trending Topics do Twitter foi um cara que escreveu há mais de 6 horas.

A página principal do Youtube só mostra vídeos de “MC Qualquer Coisa cantando com Não lembro o que Safadão” do dia anterior. Os comentários nesses vídeos, vídeos “Top”, os “mais assistidos do momento”, são antigos, escritos horas atrás.

Sites gringos, fóruns, Wikipédia, Baixaki, TecMundo, G1, Olhar Digital, tudo parado. A esperança surge quando vê que o Jôgaros tem um novo texto postado há 2 minutos. Só que você comenta e não obtêm retorno, frustrando-se profundamente ao deduzir que aquele texto estava programado (pode até ser que eu esteja na Terra ainda e o tenha postado sim, mas vou fazer questão de não te responder para que você pire e se mate enquanto eu fico rindo).

Se pensar bem, isso não prova nada. Talvez se alivie por um segundo, contudo vai perceber que a essa altura você já está parado no meio da rua distraído com o celular em mãos e até agora ninguém te roubou!

É, amigo... ou amiga... Chega de dúvidas.

Créditos pela imagem:
Designed by Freepik

A ficha caiu

Sim, você está sozinho ou sozinha na Terra. Todo lugar no planeta tem internet (tem até aqui, pô, então temos que acreditar nisso), não é possível que não haja um ser humano em algum lugar perguntando no Yahoo Respostas o que está acontecendo.

Já sabe a verdade, agora tem duas escolhas: desistir de tudo, cair no choro e permanecer nesse estado até que a morte o separe, ou respirar fundo como homem ou como a Lara Croft, erguer a cabeça, se tocar de que você não é porcaria nenhuma e cair no choro.

Sim, tem diferença. Na segunda opção o choro é passageiro.

Vamos fingir que você escolheu a segunda.

Enxugue as lágrimas e volte para casa, seu animal de estimação vai precisar do dono. Se não tem um, logo, logo um “vira lata” vai aparecer e passar a te acompanhar. Lógico, já adianto que ele vai morrer, porque é isso que acontece. Você vai fazer alguma idiotice tipo se aproximar de uma cobra com intenção de transformá-la em jantar para os dois e ele vai pular na frente do “bote” para te salvar, sendo envenenado em seu lugar. Só que é mais tarde, vamos em frente.


O que fazer agora

Pensar e planejar é a resposta.

Você chega ao seu lar arrasado, perguntando-se como isso aconteceu e imaginando todo tipo de teoria baseada em histórias e afirmações que ouviu de filmes, livros, religiões e ufologia. Só que isso não importa no momento. Deixe para horas de tédio, quando não tiver o que fazer.

Agora vamos pensar.

Se você for meio doido, uma parte sua vai estar louca para correr por aí entrando nas casas e saqueando jogos, consoles e “PCs Gamer” que sempre quis ter. Mas, sério, tenta se controlar! Fica aí dentro e use a cabeça, seu objetivo é sobreviver.

Usando-a então:

Você está em uma cidade. Uma cidade precisa de pessoas para sempre funcionar, isso quer dizer que a qualquer momento a energia vai acabar por esgotamento ou um defeito que nunca será concertado pela Light ou Enel. Ou seja, é a mesma coisa de quando tinha pessoas, então vamos para a próxima.

Comida! Não terá geladeira e nem nada estocado por muito tempo, por isso seu primeiro passo é escolher uma plantação para onde migrar. Aproveite que ainda tem internet e pesquise por essa plantação. Pesquise também como cuidar de plantas da forma mais natural possível, sem que precise usar eletricidade ou produtos que só chegariam por encomenda de outros estados.

Aliás, pesquise tudo que vier à cabeça relativo a sobrevivência em “terras pobres”. Leve em conta que está em uma cidade, ou seja, recursos florestais podem ser bem escassos.

Leia com atenção, mas não enrole muito! Você está correndo contra o tempo para que a Oi pife ou os servidores dos sites comecem a apresentar problemas que só seriam resolvidos por humanos.

Quando terminar, escolha se migrará agora ou se ficará por aí com a geladeira por enquanto.

Fingiremos que escolheu migrar agora.

Pegue o máximo de comida não perecível que puder, principalmente enlatados! Se tiver pouca, pegue as “facilmente estragáveis” da geladeira mesmo, mas as coloque em um isopor.

Leve consigo seu cãozinho de estimação e... Pelo amor de Deus, vamos tentar fazer esse bicho sobreviver. Minha amiga imaginária está aqui do meu lado lendo enquanto escrevo e implorando para eu não matar esse cachorro.

O ser humano precisa de lazer, isso é fato. Então leve um “brinquedo” não elétrico (sei lá, um pião, uma bola de futebol, enfim...) e finalmente, agora sim, vá a uma casa e saqueie jogos e um console diferente do seu. Enquanto tiver luz, você joga. Mas vá direto aonde você sabe que tem, do contrário, esqueça videogames ou fique com o seu próprio.

Sua ida até a plantação não esconde perigos nem nada do tipo. Não há pessoas más, talvez só eu rindo de você desde aquele lance do comentário, mas só isso. Ninguém vai aparecer para te roubar ou matar. Só tome cuidado onde pisa, porque, se cair e se machucar, estará sozinho.

A partir do momento que chegar à plantação, é com você. Use todo o conhecimento que adquiriu durante as pesquisas e se prepare para a futura escuridão que virá durante todas as noites e a solidão de todos os dias. Em resumo, sobreviva até quando puder.

  
Possíveis perigos futuros

Não acredito que virá mais problemas além dos naturais, entretanto podemos raciocinar da seguinte forma: a Terra está em constante evolução, então talvez o sumiço da população signifique o início de uma nova.

Você não sabe o que aconteceu, pode ter sido alienígenas, pode ter sido algo a ver com o fim do mundo, não se sabe. Talvez alguma coisa ainda pior esteja por vir. Listarei algumas:



Alienígenas

Quem sabe os causadores de todo esse evento. Podem ter concluído que humanos são um “câncer” ou um “vírus” que só mata um dos poucos planetas habitáveis do universo. Podem ter espalhado algum microrganismo ou nanobots que devoraram todos com roupa e tudo, menos, por algum motivo, você.

Agora eles descerão à Terra, e imagine o que podem querer com o único que sobrou! Talvez você seja especial, mais resistente, ou qualquer outra coisa que te diferencie dos demais. E o que se faz com o que é diferente? Estuda-se! Prepare-se para dolorosos testes em uma cama de metal com vários seres esquisitos observando tudo.

Só não farão nada com o cachorro, porque eles já conhecem a espécie, então o deixarão viver em paz.

“Googles”

De acordo com meus estudos, o Google será o único órgão que conseguirá sobreviver por cerca de 200 mil anos, até mesmo após o declínio da internet que a Oi vai causar.

No entanto ele pode sobreviver mais ainda. Quem sabe ele evolua e crie sua própria espécie que tomará o planeta para si na mesma época em que você estará tentando sobreviver. Talvez essa raça te veja como inferior, inútil, e te descarte cortando-o em pedaços com uma serra e o transformando em ração para o cachorro.


Programadores

E se tudo, universo, estrelas, cometas, planetas, Rede Globo, fosse obra de um programador que criou todo um mundo virtual, um jogo? Talvez ele esteja jogando The Sims com a gente! Só que um dia esse cara olhou para aquele monte de personagens e viu que estavam caminhando para algo que ele não queria, daí, simplesmente apertou CTRL + A para selecionar todos e depois Del, só que você estava em outra pasta.

O doido não notou isso, e agora, quando estiver a fim, ele vai repovoar o jogo com personagens diferentes. Algo ao estilo de Spore, que tal? Tribos carnívoras poderão vê-lo como comida e passarão dias e noites te perseguindo.

Mas cachorros para eles são sagrados e nunca fariam mal a um.


Molokis

De acordo com o idioma Kanara, “Moloki” significa “copiador”. Seres horrendos podem abrir uma fissura na terra e subir à superfície, tomando a forma dos últimos seres humanos que estavam habitando o planeta antes de sumirem. Essas criaturas são hostis e te atacarão assim que você demonstrar dúvida se “aquela pessoa” é mesmo “aquela pessoa que eu conhecia”.

Mas esse negócio de “Moloki” é doideira minha, só vai acontecer se eu for quem vai controlar o fim do mundo.

E eles não comem cachorros!

= = =

Bom, é isso pessoal! Termina aqui nossa aventura e, a pedido da minha amiga imaginária, não matei o cachorro! Comemoremos!

Este texto fica por aqui! Se quiser, veja outros da série Saindo do Tema.

Até a próxima!

quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Malditos Vizinhos

Ahhhhhh, eu disse... Eu disse que um dia falaria sobre essa praga que infesta esse mundo violento, materialista e cacofóbico! Pode ter demorado uns seis anos, mas eu vou falar. E depois provavelmente sumir de novo e só reaparecer após as olimpíadas de Tóquio.

Enfim. Hoje mostrarei alguns dos motivos para se odiar esses filhos da luta travada pelo mal para transformar sua vida em um inferno.

Outros textos no mesmo estilo (Humor Leve):

Mas antes... Baixo a cabeça e sorrio em meio à escuridão das sombras que caiem sobre meu rosto, porque ela está retornando. Sim, aquela de quem vocês sentiram falta, porque sei que não foi de mim, foi dela que sentiram. Aquela que censura tudo que possa ser considerado irregular. Aquela que está sempre atenta ao imperialismo da crítica ao incorreto. Segurem-se na rota do improvável, a SAC está de volta:

Não tenho intenção de ofender ninguém. Isto é apenas um texto de humor, portanto não deve ser levado a sério.

SAC (Super Advertência Clichê)

Que a sorte me ajude...

E sim, naquela hora eu queria chamá-los de “filhos da” outra coisa.

Emprestaria?

Empréstimos

Existem pessoas que acham que só por morarem do lado da sua casa podem ir até a porta e interromper seu vídeo do YouTube na hora do almoço para pedir algo emprestado. Sim, eles esperam a hora certa para te chamar, às vezes você está almoçando, às vezes está no banho, ou até dormindo.

Daí você vai atender boladão porque nem deu tempo de ver o resto da notícia de que o Rato Borrachudo vai voltar com a série “Fala do Protagonista”; porque tem que parar o banho no meio, se secar mesmo estando cheio de sabão e ir lá fora todo úmido; ou por ter estragado aquele sonho gostoso em que você tinha comprado um PlayStation 4.

No entanto tem que se controlar, porque as regras universais dizem que não se pode maltratar vizinhos. Então o jeito é botar a mão na maçaneta, respirar um pouco, estampar um sorriso no rosto, abrir a porta e com toda aquela gentileza “estou mostrando os dentes, mas quero arrancar seus braços e te bater com eles” dizer:

Bom dia!

Se for menina, pode inclinar um pouco a cabeça para o lado, fica mais bonitinho.

O vizinho desgraçado vai dizer bom dia também, ou nem isso, e logo vai vir com algum papinho tipo:

“Meu filho foi atropelado por um turista bêbado que não tomou os remédios psiquiátricos, e depois ele ainda deu ré para ver se tinha atropelado mesmo e acabou passando por cima dele de novo. Aí ele foi levado por uma ambulância com pneu careca para o hospital geral, mas lá não tem médico ortopedista e o clínico está no WhatsApp. Será que você poderia me emprestar seu celular para eu ligar pro meu irmão e...”

Claro, só um exemplo. Ele também pode pedir uma chave de fenda, um pen drive, dinheiro, seu CD do Michael Jackson, seu mouse... Qualquer coisa. Só tenha certeza: você jamais verá de novo o que emprestar. Ele mora do seu lado, mas nunca vai se preocupar em tocar a campainha para devolver o que pegou e nunca estará em casa quando você for lá pegar de volta. Talvez a mãe dele esteja, mas ela vai dizer algo como “não sei onde ele botou”, “Ihh, não sei mexer naquilo não, tem que esperar ele voltar” e por aí vai.

Que vontade de serrá-los ao meio...

Obras

Tem gente que nunca está satisfeita com a casa, e essa gente às vezes inventa de morar do seu lado! O parente do capeta sempre quer botar uma janela aqui, um piso ali, ou quer derrubar metade da casa para reconstruí-la da mesma forma, só que mais resistente para aguentar um segundo andar.

Além de tudo vêm com essas frescuras... Vá te ferrar! Sobe o andar com estrutura fraca mesmo! Fizeram assim na copa e nas olimpíadas, e chegou nem a 100 mortos.

Essas obras geram barulho e poeira que vão tudo para sua casa, e principalmente: demoram uma eternidade para acabar! O cara pode apenas querer dar uma mudada no banheiro, tipo instalar um azulejo novo, e o banheiro ser do tamanho de um guarda-roupa, entretanto ele vai fazer questão de levar meses para concluir essa obra, e vai fazer mais questão ainda de serrar esse azulejo embaixo da janela do seu quarto.

Mas, calma, calma... Isso é tentação do mal para te levar a cometer uma loucura como, na hora da raiva, jogar seu ferro de passar na cabeça do vizinho. Como um cara metido a “mentor”, te aconselho a não fazer isso. Jogue aquela TV de tubo que você parou de usar quando comprou a LED, é mais pesada e garantido que o acertará na cabeça caso ele esteja exatamente embaixo da janela. Ferros de passar não machucam muito; se você tem que ir para a cadeia, que seja por ter feito um estrado realmente grande (sim, a TV vai ser estragada).

Acelera aê, o coração! Hoje é dia de, Ivete!

Festas

O ruim do aniversário é que não é só sua família que faz. Os “mal benzidos” do seu lado também ficam velhos. Claro, a parte boa é que um dia eles vão morrer, né... Só que isso sempre demora. A menos que você me escute sobre a TV de tubo (lembrando que vai perder a TV!).

Não precisa nem estar fazendo aniversário, pode ter qualquer outro motivo para esse pessoal querer fazer festa. E nesse dia esqueça sua noite de sono. Talvez comece cedo, às 8h da noite, sendo estendida até você perceber que não vai poder assistir ao filme repetido da FOX sem ouvir aquela gritaria com gargalhadas toscas iguais à minha composta de fofocas e discussões sobre como o Corinthians ou o Flamengo jogaram mal na última vitória por um 1 a 0 com gol sofrido e meia-boca de pênalti.

Depois de muito xingá-los, você começa a ficar preocupado quando vê que o segundo filme repetido já está acabando e a festa continua, ou seja, vão varar a madrugada. Aí, para te irritar mais e levá-lo a pensar em pesquisar na internet sobre como fazer coquetéis molotovs, algum sem noção liga o rádio, ou aumenta o volume.

Saiba que as chances de ser o tipo de música que você odeia são grandes. Claro que nem todos têm esse azar, eles podem botar aquele gênero que você adora também, só que vai ser karaokê, né... E apenas os mais gritantes e desafinados vão cantar.

Se tiver sorte, eles podem estar perturbando em um sábado e talvez parem às 3h da manhã, assim você poderá dormir dali até às 9h, que é quando levantará da cama, abrirá a porta e verá que fitinhas, bandeirinhas, bexigas estouradas, pratinhos e copos descartáveis foram parar no seu quintal e você terá que limpar tudo por decisão própria ou porque seu pai te ameaçou.

"Tá sabendo que o dono do Jôgaros andou
escrevendo fanfics de Vocaloid?"

Fofoca

Pensa que sua vida não interessa aos outros só porque você não é filho do Luan Santana ou um Youtuber famoso que vive aparecendo no Treta News? Pois está enganado! Seus vizinhos podem estar de olho no que você faz.

Preste atenção quando alguém grita seu nome lá do portão (eu já disse, mesmo com campainha tem maluco que insiste em gritar...), preste atenção, pois é bem capaz de algum deles meter a cabeça fora da janela para ver quem está te chamando.

Se isso não é suficiente, saia uma vez para a rua e fique na sua. É, só isso, fique em pé em frente ao seu lar observando a paisagem. Olhe para todos os cantos, em algum momento verá uma doida num basculante ou naquelas portas de aço com vidro te vigiando. Aproveite e dê um tchauzinho para ver se ela vai retribuir. Tem umas que fecham a cara e param de olhar, é muito doido o negócio...

Esse tipo de coisa é pior se você for uma pessoa reservada que quase não fica pela rua. Mas não se preocupe, eu tenho uma teoria: esse povo devia pensar que você era um terrorista em potencial que vivia em casa lendo páginas do Estado Islâmico. Agora que as olimpíadas acabaram e não houve terrorismo, eles devem parar de te encher, fique tranquilo.

Quantas vezes eu já falei das olimpíadas, hein? Cara, que saco!




Menções Horrorosas

Cachorros

Eu gosto de cachorros e seus latidos naturais nem me incomodam, mas quando esses pragas ficam provocando os animais é de dar nos nervos!



Gatos

Não os animais, os de luz! Quando esses “pé no saco” chamam um pirado qualquer que diz ser eletricista em vez de um técnico “à paisana” da própria companhia de luz para fazer gatos, você constantemente é obrigado a ficar no escuro por causa de incêndios no poste que fazem a rua toda ficar sem eletricidade até o dia seguinte.

E sim, há técnicos de companhias de luz corruptos que fazem gato se forem pagos. O problema é que eles mesmos te denunciam para você ter que pagá-los novamente por um novo gato, e o ciclo se repete.

Que mundo, hein?

= = =

E terminamos por aqui um texto que já devia ter sido feito há anos. Cumpri minha promessa!

É isso, vejo vocês em Tóquio!


Até a próxima!


quinta-feira, 21 de março de 2013

O desastre não para!! Três anos de fracasso!!! \o/


Mais uma vez o Jôgaros sobrevive ao declínio e está aqui! Veja como me importo e estou feliz por isso:

eeeeeeeeeeeeeeeeee... ¬¬

É isso aí! Muitos quiseram o fim deste blog. Muitos o odiavam e queriam derrubá-lo (eu, por exemplo), mas NÃO CONSEGUIRAM! O Jôgaros sempre esteve no fundo do poço, não tem como descer mais!

Agora só nos resta comemorar, como se realmente estivéssemos felizes por isso!

Outros textos no mesmo estilo (humor leve):
Mentiras que contam por aí
Como Sobreviver a uma Sexta-feira 13
Péssimas invenções da humanidade
Proteja-se em 2012 - Como será o fim do mundo

Avisando pela terceira vez: os textos de aniversário do Jôgaros não recebem a mesma atenção que os da série "Saindo do Tema", por isso costumam não ter o mesmo nível de qualidade deles. Se acabou de encontrar este blog e está a fim de ler qualquer porcaria aqui, vá à página Saindo do Tema.


Não se tem muito do que falar, então vamos nos focar nas mudanças que ocorreram entre o segundo e terceiro ano. E são muitas!


Página no Facebook

Agora o Jôgaros também fracassa nas redes sociais! Desde o ano passado já tínhamos o botão "curtir" no final de cada texto, e agora temos uma "Like Box" supostamente bugada ali no canto direito, abaixo dos seguidores.

E, para ambos, a página oficial do Jôgaros, onde eu posto quase nada e demoro mais ainda para o fazer.


Terminamos aqui as mudanças do Jôgaros! (O que você esperava de um blog que até hoje não tirou a árvore gigante do primeiro Natal que teve - lá embaixo, no final, cando direito)


Agradecimentos

Como já devem lembrar, eu fiz "agradecimentos" nos dois primeiros textos de aniversário deste lixo. Linkei os perfis e os blogs dos seguidores, e também escrevi um pouco sobre cada um, baseando-me em suas próprias descrições.

Entretanto, os novos seguidores, além de serem poucos, não possuem links de blogs ou descrição (ou o preguiçoso responsável por achá-las - Eu - não se esforçou o suficiente, o que é o mais provável). Alguns têm links para seus canais no YouTube, mas no Jôgaros isso é censurado!!! Assim como perfis no Twitter.

Então vamos apenas colocar seus nomes aqui.


Daniel de Castro Freire

Muito obrigado por apreciar nossos textos e seguir o blog!


shiiranui >3<

Muito obrigado por apreciar nossos textos e seguir o blog! (2)


Bruno Andrade

Muito obrigado por apreciar nossos textos e seguir o blog! (3)


Bruno Willian

Muito obrigado por... Ô, peraí!

*Momento polêmico*

Seriam estes dois últimos a mesma pessoa...? Teria eu subornado os dois que são apenas um para ter mais seguidores...? Teria eu me esquecido de pagá-lo e por isso ele mudou apenas o sobrenome...? E, se ele fosse armado à sede do Jôgaros para me cobrar, eu pagaria...?

Nunca saberão! Mas eu sei (ou não)

De qualquer forma: Muito obrigado por apreciar nossos textos e seguir o blog! (4)


Stelvio

Não é seguidor, mas tem aparecido muito por aqui durante esse um ano, por isso merecesse ser citado.

Claro que por pouco não foi CENSURADO!!! por não ser seguidor, afinal,  qualquer bobagem é suficiente para censura no Jôgaros (tenho há dois anos um texto da série Saindo do Tema no rascunho. Está completo, com imagens e tudo, mas a SAC não permite sua postagem).

Ah, é! Muito obrigado por apreciar nossos textos e seguir o blog! (5)


Agradecimentos
∟aos Facebookers

Muito obrigado por apreciarem nossos textos e curtirem a página morta do blog!

Eu poderia ter visitado cada perfil e agradecido um por um, mas estamos falando de perfis pessoais e seria falta de ética expô-los aqui.

...
...
...

Ah, tá bom!! TÁ BOM!!! Eu não estava a fim de ficar stalkeando um por um! Mas a tradição dos seguidos foi mantida, esse é o importante!



Agradecimento
∟aos demais

Anônimos

Eles são os maiores leitores daqui, pois estão em quase todos os textos!

Paraquedistas

Chegam aqui através do Google, leem uns dois textos e nunca mais aparecem. Mas se leem, merecem agradecimento.

Fantasmas

Vale para os dois sentidos: espectros malignos que habitam ou vez ou outra passam por aqui, e pessoas que leem, acompanham, mas nunca comentam.



Metas

Tivemos cinco metas no ano passado e apostas entre a equipe imaginária do Jôgaros.

Vamos conferir o que foi atingido e os prejuízos relacionados:

  • Chegar a 25 seguidores

É... Começamos mal.

  • Chegar a 10.000 visitas

ÉÉÉÉÉÉ!! Conseguimos! Lógico, esse contador é meio trapaceiro, pois também registra as minhas visitas. Por isso, vamos raciocinar:

Digamos que eu visite essa inutilidade duas vezes por dia (ainda é muito, nem eu visito isso aqui direito...); um dia tem 24 horas, e 24 horas tem 365 dias (??); o que dá um ano completo. Com duas visitas a cada dia dos 365 dentro de um ano, quantas visitas o autor retardado do Jôgaros terá por ano?

Rascunho

¹¹  
365
 X2
------
 730

R= O autor retardado do Jôgaros terá 730 visitas por ano.

Tá aí! Só resta fazer 16106 menos 730, que é igual a... um número maior que 10.000!

ISSO É MATEMÁTICA! Chupa!!

  • Conseguir duas trocas de banners (ou "parceria", no popular)

Nada... Continuamos apenas com dois links. Um no O Cantinho de Bia Chun Li e outro no NPortátil. Essa meta tinha tudo para ser atingida, mas tenho certeza que alguém da equipe do Jôgaros desviou 80% da verba destinada ao setor de publicidade... Vou mandar a SAC averiguar. Se ela descobrir quem fez isso...! Tenho pena dessa cara...

  • Aumentar a média de 20 para 30 visitas diárias

Também não... Na verdade, caímos de 20 para 15 *facepalm*, na melhor das hipóteses (ainda não conferi direito).

  • Mudar o visual

A Like Box conta? Se não, mais uma que não conseguimos.

Mostrando agora o quadro de apostas feitas entre a equipe imaginária do Jôgaros:

Alguém                R$ 0,95 na quinta.
Outrem Aposto R$ 10,00 que nenhuma delas será atingida.
= ADR = R$ 0,25 na segunda e R$ 2,20 contra a última.
Olhaotrem Aposto minha moto que o blog vai falir.

Parece que o Olhaotrem perdeu a moto e eu ganhei R$ 2,45! Peraí... Só eu ganhei alguma coisa!

Ih, rapaz! Vão desconfiar e denunciar pra SAC! Tô perdido! O.O

Ah, quem não deve não teme! Continuando:

As novas metas são as seguintes:

  • Chegar a 28 seguidores
  • Chegar a 16 likes
  • Chegar a 20.000 visitas
  • Aumentar a média para 30 visitas diárias
  • Fazer pelo menos uma parceria
  • Mudar o visual
  • Criar um canal no YouTube

Apostas abertas!

Alguém               Aposto R$ 3,00 na segunda.
Outrem R$ 1,99 contra as quatro últimas.
== ADR == R$ 2,50 na segunda e R$ 25 contra a última.
Olhaotrem Outra moto na segunda e minha casa contra a última.
SAC R$ 10,00 na terceira.

Veremos no futuro...


 Agradecimentos à equipe e à SAC

Estou mais do que satisfeito com minha equipe que não existe. Pago com muito prazer os 5 centavos a cada comentário que o Jôgaros recebe (já deu para ver que minha equipe passa fome!). Devo muito a eles, principalmente a SAC (Super Advertência Clichê), que está conosco há pouco mais de dois anos, aparecendo pela primeira vez no texto O que pode atrapalhar na hora de jogar um video game, quando ela ainda era um simples "aviso clichê" (Em Professores tivemos um aviso, mas ainda não era ela).

Desde então, a SAC tem marcado presença em todos os textos da série Saindo do Tema, e me protegido de processos. Além de tudo, é nossa principal avaliadora de conteúdo e segunda no comando de todo o Jôgaros (Sim, ela é um ser consciente! E quem mais censura as coisas por aqui, não veio para brincadeira!).

É de longe a única coisa que presta neste lugar! Opa... Acho que acabei de ofender o resto da equipe.

Se o blog sair do ar, já sabem o porquê.

Continuando:

Mas uma equipe não deve estagnar, e sim crescer, e para cima. É por isso que estamos contratando mais um profissional de peso! Quem leu meu último texto (Mais situações odiosas) deve se lembrar daquele motoqueiro que foi atropelado duas vezes, certo? Sim, é ele mesmo! Seja bem-vindo a nossa equipe!

Ele já está recuperado e, assim que receber alta, estará entre nós! Abaixo está a foto que o mesmo postou no Twitter, de seu quarto no hospital:


Alguém: Só tem um capacete aí!
= ADR =: Mas foi só isso que sobrou dele...

=== === ===

E termina aqui, finalmente! Como alguns já sabem, este texto é a segunda parte da comemoração, pois a primeira é a tradicional festa no domingo, para a qual todos os leitores são convidados. Uma pena que fui obrigado a fazer um bazar para conseguir realizá-la. Foi minha sala toda! Tá vazio lá, tem até eco.

Fiquem com as fotos:

Leitores sempre comparecendo em bom número!

Tinha até fila para jogar!

O pessoal se espalhou por todo o sítio!
(um vândalo botou fogo naquelas casinhas ali)

Momento do brinde ao blog!

Essa foi de longe a melhor! Muita gente animadíssima, como se pode ver nas fotos. Se quiser, veja as fotos do segundo aniversário do Jôgaros!

Até a próxima!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...